pequenos prazeres da vida, somente para mães

Sabe aqueles pequenos prazeres da vida? Bem estilo Amélie Poulain mesmo! Coisas pequenas que você faz e que tem um gostinho gostoso de fazer coisa gostosa!

No filme ela fala que quebrar a casca do crème brûlée ou enfiar a mão em um saco de grãos no mercado lhe dão prazer indescritível!

creme-brulee-895359_1920

Pra nós mães, são coisas como subir escada rolante no shopping! Fala sério, quando foi a última vez que você subiu de escada rolante? A gente sempre tem que revirar o edifício de cabeça pra baixo até achar um elevador escondido perto da porta dos fundos dos restaurantes pra subir com o carrinho de bebê, né não? Faz-me pensar sobre como é ser portador de deficiência física no Brasil…

escalator-711793_1920

O princípio da escassez está bem presente aqui nessa lista de prazeres! O que os torna tão especiais é justamente o fato de que nunca mais você pôde fazer nenhuma dessas coisa, depois que seu bebê nasceu!

Como sentar numa livraria Cultura da vida e passar horas selecionando os livros que você queria comprar, os livros que você talvez compre e os livros que você não vai comprar mesmo porque são muito caros mas vai aproveitar pra dar uma lida rápida hoje! Depois passar horas sentada naquelas poltronas lendo pilhas e pilhas de livros e revistas e se sentindo a pessoa mais culta da face da terra!

flea-market-93960_1280

Aiai, depois que vem os filhos você vai na Cultura pra sentar nos puffs que mal cabem uma banda da sua bunda por 15 minutos enquanto seus olhos estão sempre atentos como os de uma águia vigiando pra que lado do dragão o menino correu…

Assistir um filme inteiro. Do começo ao fim, em uma lapada só. Gente, parece brincadeira mas quem é mãe só consegue assistir um longa metragem em no mínimo 3 dias… e por longa eu quero dizer aqueles filmes do Adam Sandler de 1h30, porque se for um Lincoln de 3h ou a trilogia do senhor dos anéis a gente simplesmente não consegue acompanhar, se emputece e desiste! Culpa dos hormônios, só pode!

audrey-hepburn-399552_1280

Talvez por isso mães sejam adeptas de séries, de preferência com episódios de 25 minutos! Assim, quando temos 1 hora livre dá pra assistir 2 episódios e a gente até se engana que descansou demaaaaaais!

E falando nisso, descansar é uma coisa que a gente simplesmente não sabe mais fazer. Nem pode entrar direito na lista dos prazeres escondidos de uma mãe porque primeiro quase não temos tempo pra descansar, e segundo, quando temos tempo a gente não se permite descansar. Sempre parece que tem mais alguma louça pra ser lavada ou um bolo pra ser feito. No mínimo as gavetas dos meninos precisam de uma nova organização… então seu tempo no sofá sempre vem acompanhado com uma tacinha de culpa!

bed-945881_1920

#quemNunca

Só quem é mãe entende, e de mãe pra mãe, eu altamente recomendo que numa bela terça-feira dessas, você largue os meninos na cãs da avó (eles vão sobreviver) e diga que tem uma consulta médica ou que vai trocar o óleo do carro ou que vai levar o gato pra vacinar, ou qualquer que seja a desculpa que vai te deixar com algumas horinhas livre sem menino no cangote! Daí você corre pro shopping mais chique da cidade sem falar pra ninguém e se diverte subindo e descendo as escadas rolantes! Sem culpa! Sem carrinho!

200 E se quiser fechar a tarde com chave de ouro toma um café daqueles gourmet de 15 reais! Porque afinal de contas quando os meninos estão junto só dá pra comprar suco de caixinha na americanas pra acompanhar a pipoca de microondas que você trouxe na mochila! Né?!